Theme por Azarão
△ Quem é você? ▽
“A grande verdade é que no fundo, ninguém gosta de ser solitário. No fundo todos gostariam de ter todos os dias alguém pra conversar, abraçar e quando for preciso chorar no ombro. É horrível passar dias sem trocar uma palavra com alguém que não seja seus pais ou irmãos. É horrível se sentir só.”
E a primeira música que toquei foi aquela música que era uma espécie de hino pra nós dois. Ela é tão linda… E sim, ela continua sendo muito nossa e lembrando demais você. Mas, ainda sim, não dói mais. Você não pergunta essas coisas, mas, eu sei que gostaria de saber. Porque te conheço. E isso não mudou.
Caio Fernando de Abreu.  
Acho que aquela teoria de que a gente deve mudar o foco da vida de vez em quando é verdadeira. Não adianta bater sempre na mesma tecla, quebrar a cabeça sempre com os mesmos problemas, provar pela milésima vez uma comida ruim. O que não é, simplesmente não é. Por mais que a gente se esforce pra fazer com que seja, não adianta. Perseverança é um ato bonito, mas persistência sem perspectiva é burrice. Perder tempo é perder inúmeras oportunidades, histórias e momentos. E ainda tem quem perde a própria vida cuidando de outras vidas que não lhe diz respeito. Nunca entendi a alegria alheia em ver a derrota do outro. Nunca compreendi o que tem de tão interessante no umbigo do próximo. Tem gente que além de perder tempo, perde o senso. E não muda de foco nunca! Se você olha pra uma árvore de frutos podres por muito tempo, se torna incapaz de perceber a floresta de frutos maduros que existe a sua volta. Não adianta cruzar os braços e dizer que quer. Querer é simples. Complicado é descruzar os braços e fazer acontecer. É mudar os planos, voltar atrás, ir por outro caminho, sair da rota, largar a bússola do mundo e abrir mão do cômodo. Há coisas, e principalmente pessoas, que não merecem ser focadas. Por outro lado, existe tanta coisa bonita nesse mundo pra ser vista, pra ser lida, pra ser compreendida. Chega de olhar pro lado feio, obscuro e monótono da vida. A regra é expelir os sentimentos ruins e lutar pelas causas que nos tornem completos.
Capitule  
Eu gosto de errar. Sinto o cheiro e gosto dos meus erros e simpatizo com eles. O certinho me causa desconfiança. Antipatizo com o correto. Prefiro a minha infelicidade com flashes de felicidade momentânea… Esperar não é para mim. Produzo teorias que não servirão para nada. Invento palavras que não existem, faço meu próprio dicionário. Crio definições que só eu uso e, ainda por cima, me mato de rir. Prefiro a minha insanidade com flashes de sanidade instantânea… O que presta é o que me interessa. O que eu quero, agarro. O que eu desejo, abraço. O que eu sonho, desenho. O que eu imagino, escrevo. O que eu sinto, escondo. A perfeição está no meu humor. Está na minha emoção. Está nas minhas linhas tortas e devaneios tolos. Nem sempre minhas ações condizem com as minhas palavras. Me conheça. Me decifre. Me ame. Me devore
Clarissa Corrêa. 
Então vai lá: domine seu mundo, assuste seus monstros, afaste seus medos, crie suas expectativas, derrube suas angústias, acabe com sua ansiedade, preserve sua humildade, afogue seu ego, afague sua simplicidade. Você é artista e não um figurante da sua arte. Domine-a. Eduque-a. Xingue-a. Maltrate-a. Ame-a. Respeite-a. Entende-a de a a z. Ela será sua por uma vida inteira e até um pouco mais. Então vai lá! Aconteça o que acontecer: faça! Faça o que fizer: aconteça! Faça acontecer ou morra com a amargura de ter vivido no “poderia ter feito, no poderia ter acontecido…” Quer dor maior?
Eu me chamo Antônio.  
Pessoas grossas são mais interessantes do que pessoas simpáticas ou amigáveis. Geralmente tem uma ferida muito funda por baixo da grosseria. Ninguém é como é por quê quer; sempre tem um por quê e eu gosto de conhecer isso nas pessoas, os pontos baixos delas, mais do que os altos. Fora que, quando você conquista uma pessoa assim, ela te faz sentir especial. Ela trata todo mundo mal, mas contigo é diferente.
Vinícius Kretek. 
Meus olhos aterraram-se neste teus. A luz evanescente dava-te espaço, porque silenciosamente roubavas o fim dos dias; perto de ti, as coisas todas eram infinitas e não se cansavam de forma alguma. As brisas emudeciam-se quando tu resolvias falar-me estes teus pouquíssimos ditos, e teu sangue de flor com uma fervura que atravessava a pele me fazia reconhecer o que realmente era a primavera. Brota em meus dedos estes teus laços e no teu pescoço meus lábios se tatuam invisivelmente. Nas noites arrefecidas, meus braços tateiam a procurar-te, como se a tua ausência me causasse sensações de membro amputado.
Enzo Fonseca.
Afinal o que é amor?
Será que é sentir aquele famoso frio na barriga? As borboletas no estômago? Ou simplesmente amar, estar apaixonado, se entregar para uma única pessoa? Creio que é um pouco de tudo, ou tudo, aliás quando se trata de amor não se sabe muito, não vem com um manual, não segue uma regra, só que é um sentimento único, e com a pessoa certa, você , se torna maravilhoso. É saber que sempre você estará do meu lado, que posso contar com você para tudo, que tenho alguém para me segurar se eu cair, pra me dar forças pra levantar e segurar a minha mão, para que podemos seguir em frente. Juntos, sempre juntos.
Eu sei que você sempre estará comigo. 
Sabe, já conheci muitas pessoas, já me prometeram tanto, eu hoje nem lembro mais… Sabe, já perdi tantas oportunidades, que se eu pegasse talvez hoje eu não estaria aqui, não seria assim, não sobreviveria. Sabe, já conheci tantos sorrisos, tantas histórias, tantos toques, já sofri, já menti, já fui enganado, já confiei, me decepcionei, fingi, iludi, fiz tantas besteiras nessa vida. E, sabe mais? Eu já sorri bastante, por um instante eu pensei que era feliz, pensei que continuaria assim e não continuou… Nunca continua, as promessas nunca são eternas, no calor do momento a gente até sente que é, a gente morre de felicidade, a gente triplica o sorriso como se aquilo fosse durar, mas não, as pessoas prometem por prometer e tudo sempre acaba virando rotina, a rotina que é o foda de tudo e que fode nosso coração e corrói por dentro, eu não sou bom em demonstrar minhas dores, nunca fui, sempre fui um bom fingidor, não que eu já usei isso a favor do mal, e sim como uma proteção. E eu juro que contigo eu pensei que fosse diferente, dessa vez por ser tão mágico eu pensei de verdade que seria uma bela história, e era, mas eu tenho notado o seu jogo, o seu afastamento, a sua tristeza, a sua dor, eu percebo tudo, e isso me mata, a minha dor eu não ligo de sentir, mas a tua acaba com minha alma por dentro, pois sinto responsável por isso, e sempre sou mesmo, sou um canalha egoísta que já amou tanto mas que não aprende a amar, eu só queria que você um dia me perdoasse, e que se nossa história continuasse isso tudo virasse felicidade das duas partes, eu queria que todas as nossas juras estivessem valendo até hoje, mas eu não te culpo, eu sempre culpo a mim e meu jeito de pensar a respeito do amor. E ai veio outras pessoas, e depois disso que tudo se transformou em sobrevivência e tem sido assim até hoje, por causa dessa minha mania de te querer só pra mim, de pensar que você é meu, mas nunca é, alguém sempre tem que ir e se eu estou escrevendo isso hoje é porque sinto que você quer escapar, e não pense que eu vou me sentir bem com isso, eu vou sangrar por dentro todos os dias sem você, eu vou deixar de viver mais uma vez por não viver pra mim e sim para um outro alguém, mas eu não me arrependo, e nunca me arrependeria de viver pra ti, pois se hoje eu dou um sorriso durante meus dias é por sua causa.
Desabafo em prantos. 
Encontrar alguém bonitinho, pra namorar, ficar, curtir, sair, é fácil. Difícil é encontrar alguém que te aceite. Que aceite teus problemas, teus dias ruins, teus defeitos e mesmo assim queira ficar com você, pra te ajudar a resolver, superar, te amar e te tratar como única, é raro encontrar pessoas assim. Eu sei, são poucas, mas ainda existem.
Sorry, but I love you.